Homenagens

Pesquisas

Honrarias

Contatos

Quem somos

||||

|||
 
 
   
|||

|||

|||
|||
|||
|||

.: Um estudante de Odontologia :.

|||

|||João Bella Naxara nasceu em Itapetininga, São Paulo, a 11 de dezembro de 2011, filho do Sr. Antônio Naxara e de D. Rosaura Bella Naxara.

|||Após a conclusão do Ensino Médio, na época denominado curso científico, na então Escola Normal Peixoto Gomide, o jovem João atende ao desejo de se tornar dentista e ingressa no curso superior de odontologia na Escola de Farmácia e de Odontologia de Itapetininga que funcionou neste município nos anos de 1921 a 1937.

|||
|||

.: São Paulo concita seus filhos à luta :.

|||

|||Quando da deflagração da Revolução Constitucionalista em 9 de julho de 1932, contava João com 20 anos de idade e tal como a juventude paulista da época, consciente estava de que a conjuntura política de então reclamava pela premente constitucionalização do país, o que o levar a deixar os bancos acadêmicos e a formar batalhão para lutar naquele que foi o maior movimento cívico da História do Estado de São Paulo, a Revolução Constitucionalista de 1932.

|||De fato, a 11 de julho de 1932, quando os primeiros batalhões da Força Publica e voluntários estavam sendo organizados em Itapetininga, cidade sede do Quartel General do Exército Constitucionalista do Setor Sul, João alistou-se no recém-formado Batalhão Voluntários de Itapetininga, do qual também pertenceram os soldados Antenor de Oliveira Mello e Manoel de Campos, o maneco, ambos seus amigos e companheiros de pelotão.

|||Nos quase noventa dias de serviços prestados à São Paulo na luta pela Constituição, pela Liberdade e pela Democracia, o Batalhão de Voluntários de Itapetininga esteve em combate a forças contrárias crescentes em efetivos e recursos bélicos nas trincheiras, capões e rios das localidades de Itararé, Guapiara, Buri, Capão Bonito, Rio das Almas, Taquaral Abaixo e Paranapanema.

|||

Nas trincheiras do Setor Sul

Foto. A Revolução de 32 (1982)

|||

|||Dos horrores e sacrificios que vivenciou em campanha, João sempre se limitou a comentar no recesso de seus familiares e amigos de que foi uma revolução dura e sofrida.

|||

Honrarias recebidas por João Bella Naxara

Imagem. Acervo Histórico da ALESP

|||

|||No entanto, da sua participação que nela ocorreu de fio a pavio e na condição de voluntário soldado, foi João condecorado com a Medalha da Constituição em 1965 e com a Medalha do Cinquentenário da Revolução Constitucionalista de 1932 em 1982, duas distintas honrarias que sua família detém como atestado inconteste de  que seus feitos na epopeia de 32 não foram em vão, nem tampouco deverão ser esquecidos.

|||

João Bella Naxara, em 1942, aos 31 anos

Foto. Arquivo de Família

|||
|||

.: Família e Legado :.

|||

|||Nos anos que se seguiram à sua participação na revolução de 32, João retomou seus estudos na escola de odontologia, mas por motivos diversos não chegou a concluir o curso. No entanto, da excelente formação que lá obteve, pode exercer a profissão de protético, a qual desempenhou com maestria, dedicação e esmero e por meio dela pode manter sua família.

|||Com efeito, em fins de 1939, João se muda para São Manoel e pouco depois conhece a jovem Sebastiana Aparecida Pinheiro e do casamento que tiveram em  1941 vieram os filhos Maria do Carmo Naxara, em São Manoel e José Maria Naxara e Angela Cristina Naxara, ambos em Itapetininga, após o retorno da família para esta cidade no ano de 1948.

|||De volta ao torrão natal, João nele permaneceu no exercício de sua profissão de protético e pode ver seus três filhos criados e encaminhados na vida, realização que sempre considerou a maior de sua existência.

|||Em 3 de dezembro de 1985, aos setenta e quatro anos, João Bella Naxara veio a falecer, deixando além do nome honrado aos seus descendentes, o exemplo de civismo e de cidadania que o motivou quando jovem a tomar das armas na luta por uma São Paulo grande dentro de um Brasil maior.

|||
|||
|||
|||

D. Maria do Carmo Naxara
em depoimento ao Núcleo MMDC de Itapetininga

Novembro de 2019

|||
|||
|||
|||
 
 
Copyright © M.M.D.C. Itapetininga - Às Armas!